Temperos naturais: quais são os tipos e como usá-los

23 mar, 2021 | Dicas | 1 Comentário

Se você quer se aventurar na cozinha ou se deseja simplesmente testar novas possibilidades nas receitas, a dica de ouro é deixar de lado os temperos industrializados e investir nos temperos naturais.

Além de serem mais saudáveis, os temperos in natura conferem mais sabor e aromas aos pratos. Eles são mais simples do que parecem e você pode encontrá-los no mercado, na feirinha ou até mesmo fazer uma mini-horta urbana na varanda da sua casa.

Não sabe como começar? Então confira essas dicas! 

 

Entenda os tipos de temperos naturais

Antes de mais nada, sempre vale entender os tipos de temperos naturais para fazer bonito quando estiver cozinhando. Eles são geralmente classificados em três tipos: ervas; especiarias e legumes aromáticos. 

Ervas: são flores e folhas como louro, tomilho, manjericão e alecrim.
Especiarias: grãos e sementes como noz moscada, mostarda, canela e anis.
Legumes aromáticos: caules, tubérculos e raízes como cebola, alho poró, pimenta e páprica. 

Os temperos frescos possuem óleos que ressaltam os aromas e ainda são repletos de nutrientes. Não há restrições de uso. Na hora de comprar, procure sempre os mais cheirosos e verdinhos. Assim, o sucesso é garantido! 

Já os temperos desidratados possuem sabor e aroma ainda mais intensos devido a perda da água natural. Por isso, devem ser usados com mais cautela para não predominar o prato. Equilíbrio é fundamental! 

Agora que você já sabe os tipos de temperos naturais, pode partir para ação e começar a usá-los nos mais diversos preparos. Não existe uma regra exata de como usá-los, depende muito do gosto e do paladar de cada um. 

Mas para te ajudar a garantir o melhor resultado na hora de preparar aquele almoço ou jantar especial, destacamos 6 temperos e as principais características de cada um. Confira! 

Conheça a nossa Revista Sabor Saudável | Acesse agora | Ceraflame

 

Saiba como usar os temperos naturais no dia a dia 

Cebola – A mais versátil das raízes. Ela é um tempero básico que combina com diversos tipos de alimentos. Perfeita para dar gosto nos clássicos arroz e feijão ou marinar uma carne especial. O cheiro da cebola refogada no azeite é um dos melhores aromas de uma cozinha. Além disso, ela é anti-inflamatória e cheia de minerais que ajudam na circulação sanguínea. 

Pimenta – Para quem gosta de sabores mais intensos, a pimenta é a aposta certa. Há vários tipos como dedo de moça, biquinho, malagueta e do reino. Em linhas gerais, são excelentes para sopas, saladas e petiscos. Além do sabor, ela também possui efeito termogênico e, por isso, ajuda a acelerar o metabolismo. 

Noz Moscada – Incrível em molhos brancos e risotos, a noz moscada é mais versátil do que parece. Ela também vai bem em preparos doces como cappuccino, tortas e pudins. A dica é sempre escolher a noz e raspá-la no momento do preparo, uma vez que na versão em pó as propriedades e aromas se perdem mais rápido. Esse tempero também é antibacteriano e faz bem para o coração.  

Louro – Esse é um verdadeiro coringa na cozinha. Tem sabor e aroma persistentes e atua bem no preparo do feijão e das mais diversas carnes. Mas o louro é um grande amigo da saúde, e também pode ser utilizado em chás para tratar problemas digestivos, além de ser ótimo para o alívio do estresse e da ansiedade, devido a propriedades analgésicas. 

Páprica – É um tempero feito a partir de pimentas e pimentões e muito utilizado para dar cor nos alimentos. Bastante comum na culinária árabe, ela vai bem em carnes, frituras e legumes. Possui também propriedades que, assim como a pimenta, ajudam a acelerar o metabolismo. 

Mostarda em grão – Muito utilizada em sopas e molhos, ela tem gosto marcante e persistente. Também é ótima para temperar carnes, principalmente a vermelha. Costuma ser um tempero queridinho para os apreciadores da culinária indiana. Rica em ferro e magnésio, a mostarda é excelente para a saúde dos ossos. 

 

Por que usar temperos naturais?

A principal vantagem em utilizar temperos naturais é reduzir o consumo de sódio. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo ideal de sal é de 5 gramas diárias. No entanto, os brasileiros costumam consumir mais que o dobro do recomendado. 

Que tal optar por uma alimentação mais saudável? Aos poucos você pode substituir o sal por temperos naturais. E, se quiser potencializar a saudabilidade das refeições, vale a pena investir nas panelas de cerâmica. Afinal, elas não alteram as propriedades dos alimentos e são totalmente atóxicas

 

Confira o catálogo completo da Linha Ceraflame, escolha a opção que mais combina com você e com a sua cozinha. Depois disso, é só colocar a mão na massa! Não há nada melhor para o corpo e para a mente do que se alimentar bem! 

Gostou do conteúdo? Confira outros assuntos que podem ser interessantes para você!

5 livros de gastronomia para os apaixonados por comida

Referências são sempre a base para criar coisas incríveis. Há quem diga que nada se cria porque, na verdade, tudo é adaptado a partir daquilo que nos chama atenção. Na vida pessoal e profissional, são as nossas referências que dão o norte para o que gostaríamos de...

Cardápio de férias: 7 dicas para a alimentação da criançada em casa

Como montar um cardápio de férias para a criançada, deixando tudo mais gostoso para os pequenos e prático para os pais? Nesse período, as brincadeiras são fora e dentro de casa, por isso, organizar a alimentação da família toda é fundamental para manter a energia lá...

7 destinos gastronômicos para curtir nas férias

Viagem gastronômica é aquela em que o roteiro está nos sabores, temperos e restaurantes que um lugar oferece. A comida local tem sido cada vez mais valorizada pelos turistas, segundo as agências de viagens. Pensando na temporada de férias, listamos destinos incríveis...

Receitas para ceia de Natal: como escolher um menu completo para essa data especial

Com a proximidade das festas de fim de ano, vem à tona um sentimento de esperanças renovadas. E o Natal, em especial, é sinônimo de nutrição: nutrimos o corpo com as comidas típicas e a alma com afetos daqueles que amamos.  E é justamente por ser um momento tão único...

Panetone na Panela

  Panetone de Panela Deliciosa receita de panetone para o Natal Ingredientes para o Panetone: Esponja: ½ xícara (chá) de farinha de trigo1 colher (sopa) de açúcar1 pacote de fermento biológico em pó (10g) Massa: 250ml de leite em temperatura ambiente 2 ovos...

Alimentação no verão: 5 dicas para os dias mais quentes

A estação mais quente do ano acende o alerta sobre o consumo de líquidos para deixar o corpo mais hidratado com as altas temperaturas, mas e o cardápio, como fica? Para que a sua alimentação no verão não fique em segundo plano, preparamos algumas dicas para a estação....

Entenda como harmonizar vinho com comida

Tudo fica melhor com uma taça de vinho, principalmente uma boa refeição. No entanto, harmonizar a bebida com diferentes pratos pode parecer um desafio ou um trabalho somente para sommeliers. O receio é compreensível, mas aqui no blog vamos te ensinar que essa...

Tortinha de frutas vermelhas

  Tortinha de frutas vermelhas Sobremesa Ingredientes 1 ½ xícara de aveia em flocos grossos 1 xícara de nozes picadinhas 1 colher de sopa de sementes de gergelim 5 colheres de sopa de Azeite para a base ¼ xícara de calda de agave 2 colheres de sopa de mel  1...

Cuscuz de Camarão

É receita brasileira que nós gostamos? Claro que sim! Então vamos de Cuscuz com camarão, um clássico, nessa versão, da culinária paulista. Além de fácil, leva só 20 minutinhos para ficar pronto, rende 10 pedaços médio, ideal para dividir com a família ou amigos....

Hambúrguer vegano de lentilha com aveia e ervas

Procurando uma receita vegana deliciosa? Nós temos! A busca por opções sem carnes ou derivados animais vem crescendo e sabemos que pode ser um pouco difícil achar receitas que agradam, principalmente para quem está começando agora no veganismo. Mas não se preocupe,...

1 Comentário

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *